Seguidores

sábado, 1 de maio de 2010

1º MAIO DE 1982- MAIS QUE O DIA DO TRABALHADOR

No dia 1 de Maio de 1982, há 28 anos, desciam pela Alameda em gritos de "revolução" do 1º de Maio, milhares de pessoas. Nessa altura, poucos anos após o 25 de Abril de 1974, a agitação do pós revolução dos cravos, estava ainda muito viva, os governos estavam tão instaveis e mudávam com alguma facilidade; Com a mesma com que por tudo e por nada se chamava fascista a qualquer pessoa porque tinha mais bens que outra, não obstante ter trabalhado uma vida inteira para os obter.
Era a altura em que tudo é do POVO e para o POVO, e em que as palavras que mais se ouviam era "A LUTA CONTINUA", e o "POVO É QUEM MAIS ORDENA" etc, etc.
Eu tinha 22 anos, tinha ainda muito pouco espirito de revolucionário, apesar de me recordar e bem, dos anos antes das "visitas" da P.I.D.E. no teatro onde trabalhava, das investidas da policia a cavalo nas ruas de Lisboa, onde tínhamos de fugir para não apanhar, apenas porque estavamos no local errado á hora errada, das manifestações dos estudantes e dos muitos sindicalistas que me diziam , "tens que te filiar no sindicato... não podes deixar que façam de ti mais um trabalhador sem usufruir dos seus direitos..." . era uma altura em que quase tudo valia, a inflação era tal, que quase todos os meses recebia mais que no mês anterior, porque "assim tinha de ser!"
Era uma altura louca! Na Alameda as pessoas juntávam-se... as bandeiras vermelhas, os slogans , as músicas da revolução tocavam bem alto: " A Gaivota" , "Avante" , "Grandola Vila Morena", não eram canções, eram Hinos de Liberdade!
Eu vinha de carro... Queria atravessar aquela multidão com o carro, mas não deixaram, começaram a chamar-me nomes e a bater no capô do taxi, que tentava a todo o custo passar, eu já estava quase uma hora atrasado e não conseguia passar, acabei por sair e ir a pé até á igreja de Arroios e cheguei cerca de 1 hora atrasado... ao meu próprio casamento!
Certamente que o 1ª de maio é um dia para nunca mais esquecer. Hoje passados 28 anos é com orgulho que vivo ao lado da mulher que amo e que ainda hoje vive, sonha e trabalha comigo quase 24 horas por dia.
Isso sim ! É Obra!

2 comentários:

Rui disse...

Carlos,

Quero apenas dizer-te que és uma pessoa fantástica!

Um abraço

jose antonio marques disse...

Ao lado de um grande homem está sempre uma grande mulher... ou será que é ao contrário ? Bem... com vocês não conseguimos chegar a uma conclusão pois são ambos fantásticos !
Felicitações a ambos e que estejamos cá todos para ir assistindo sempre aos vossos aniversários. E nunca se esqueçam que o mais importante da nossa curta passagem "por cá" é o amor.
Um abraço